O Turquelense

1954 - 1972

Boletim Paroquial

O Turquelense 1954/09 Nº001 Setembro

Mário Ferreira
Mário Ferreira
Turquelense, cidadão do mundo

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Sinopse

A antecipação e preparação do cortejo anual de oferendas, que teria lugar no mês de outubro e a inauguração da igreja também nesse mês, evento que celebraria a conclusão das obras de restauro profundo em curso que se aproximavam  do seu termo.

Centro Paroquial

Também uma caixa de notícia refletia sobre um desejo do pároco relativamente ao início da entrada em funcionamento do projeto do então novo Centro Paroquial. Um regozijo com uma oferta anónima de 5.000$00 (cinco mil escudos) para a obra do Centro, prontamente utilizada na aquisição de uma máquina de costura 2.500$00 (dois mil e quinhentos escudos). O restante iria para despesas no amanho do terreno contiguo à casa do Centro. Um desabafo do autor relativamente à rentabilidade amanho, que em jeito de resignação refere, – “Diga-se de passagem, por ser a primeira vez, podia produzir um pouco mais. Enfim, paciência!”

Requerimento

Dá-se também conta de um requerimento às pessoas da Vila de Turquel, especialmente às da rua do Carril, um pedido encarecido para “caiarem as suas casas” preparando-as o melhor que pudessem para “o grande dia de inauguração da nossa igreja”. A vinda à terra das autoridades civis e religiosas a par de talvez milhares pessoas, seria motivo para se prepararem as ruas e as almas para uma receção festiva e hospitaleira, “um dia grande que Turquel espera ansiosamente”, assim foi referido.

Turquelenses ausentes

Um artigo de exaltação dos emigrantes p.e. na America do Sul, Argentina, África, que “aceitaram a ideia” de oferecer à sua igreja paroquial um dos altares laterais. Uma chamada de atenção também para todos os ausentes em geral, relativamente ao seu dever enquanto nascidos e batizados na histórica igreja, o de contribuírem para o esforço financeiro do restauro.

Cristo Rei

Uma nota  também sobre a obra de construção do Monumento Nacional ao Cristo Rei em Lisboa.

Escolas de Turquel

Uma notícia na página 2, refere com tom confiante. – Sim, agora acreditamos que vamos ter escolas. As camionetas de carga já vão levando pedra e areia para a dos Louções, tendo-se ouvido dizer que se iniciariam as obras das da Lagoa e da Moita do Poço, formulava-se também o desejo, que as escolas do Carvalhal e do Ardido não ficassem para dai a uns 10 ou 30 anos.

– Tantas promessas temos ouvido que ninguém nos pode levar a mal que acreditemos nas notícias que anunciam melhoramentos”, escreveu.

– É que… prometer é fácil! No panorama do ensino escolar, o caso de Turquel, tem sido até ao presente, uma triste nódoa no concelho de Alcobaça, assim referiu o autor do texto, formulando a esperança na mudança que se adivinharia com a construção das novas escolas.

– Se assim for, já não era sem tempo!c